Somos Seres filosóficos

🎯
O que torna a tarefa do filósofo diferente daquela do homem comum é que procura sondar o problema mais profundamente.
A palavra “filosofia” é de origem grega. Segundo historiadores, foi o filósofo grego Pitágoras de Samos quem a inventou, em cerca de 600 a.C.  A palavra filosofia é a composição de dois termos gregos: filo + Sofia.

FILO
SOFIA
Filo decorre de philía e o significado deste termo é amizade, amor. Na língua grega, há o verbo philéo, que significa sentir amizade por alguém, tratar como amigo, procurar, buscar, perseguir para encontrar.
A palavra Sophia significava, em um primeiro momento, uma espécie de habilidade manual. Em seguida, também era aplicada à ideia de sabedoria moral, sensatez, prudência. Por fim, significou um conhecimento teórico. O verbo sophízo significava tornar hábil, prudente, sábio.


Em suma, Philo, significa “amizade”, “amor”. Sophia, significa “sabedoria”. Filosofiasignifica, literalmente, “amor à sabedoria” e filósofo, “amante (aquele que ama) do saber”.

A palavra filosofia, nos nossos dias, entretanto, é usado para designar estudos sistemáticos e racionais, como a ética, a estética, a metafísica, a política, a lógica, a epistemologia(gnosiologia) e outros de tempos mais modernos, como a filosofia da ciência, a religião, a educação, a matemática, etc. Essa palavra foi usada pela primeira vez por Pitágoras, em 600 A.C., a fim de designar aqueles que “buscam a sabedoria”, — em vez dos interesses usuais, como os esportes, os prazeres e as vantagens financeiras.

1. Outras relevantes definições

Sócrates se utilizava da palavra filosofia para indicar os pesquisadores da sabedoria.

a) Filosofia é o uso do saber em proveito do homem. Platão observa que de nada serviria possuir a capacidade de transformar pedras em ouro a quem não soubesse utilizar o ouro, de nada serviria uma ciência que tornasse imortal a quem não soubesse utilizar a imortalidade, e assim por diante. É necessária, portanto, uma ciência em que coincidam fazer e saber utilizar o que é feito, e esta ciência é a filosofia.

Platão afirmava que o termo “sábio” pode ser atribuído somente a Deus, mas que um homem pode ser um “pesquisador” da sabedoria, ou um “filósofo”, um “amigo da sabedoria”, o que é o sentido implícito no vocábulo.

b) Na definição de Descartes, FILOSOFIA significa o estudo da sabedoria, e por sabedoria não se entende somente a prudência nas coisas, mas um perfeito conhecimento de todas as coisas que o homem pode conhecer, tanto para a conduta de sua vida quanto para a conservação de sua saúde e a invenção de todas as artes.

c) Filosofia é o estudo que se caracteriza pela intenção de ampliar incessantemente a compreensão da realidade.

d) A filosofia, é a análise crítica dos conceitos fundamentais da pesquisa humana, a discussão normativa de como o pensamento e a ação humanos devem funcionar, e a descrição da natureza da realidade.

2. A tarefa do filósofo

O que torna a tarefa do filósofo diferente daquela do homem comum é que procura sondar o problema mais profundamente. Não somente está interessado na ação certa; está interessado no princípio que justifica aquela ação. Ao passo que o homem ou mulher comum desejam uma solução pessoal, o filósofo trabalha para uma solução que será universalmente, ou pelo menos geralmente, aplicável em situações semelhantes.

A dupla tarefa do filósofo é explicar aquilo que um homem quer dizer, e resolver se aquilo que ele disse é verdadeiro.

O filósofo continuamente examina a vida, seus propósitos e suas pressuposições. Está ocupado com o pensamento crítico, e com o pensamento claro e correto.

3. O que não é filosofia

A Filosofia não é uma ciência: é uma reflexão crítica sobre os procedimentos e conceitos científicos.   
Não é uma religião: é uma reflexão crítica sobre as origens e formas das crenças religiosas. 
Não é arte: é uma interpretação crítica dos conteúdos, das formas, das significações das obras de arte e do trabalho artístico. 
Não é sociologia nem psicologia, mas a interpretação e avaliação crítica dos conceitos e métodos da sociologia e da psicologia. 
 Não é política, mas interpretação, compreensão e reflexão sobre a origem, a natureza e as formas do poder. 
Não é história, mas interpretação do sentido dos acontecimentos enquanto inseridos no tempo e compreensão do que seja o próprio tempo. 

A filosofia é conhecimento do conhecimento e da ação humana, conhecimento da transformação temporal dos princípios do saber e do agir, conhecimento da mudança das formas do real ou dos seres, a Filosofia sabe que está na História e que possui uma história.

4. Somos seres filosóficos

Em várias ocasiões, todas as pessoas filosofam. Este filosofar ocorre sempre que alguém reflete, ou sobre as pressuposições fundamentais do pensamento e da ação, ou sobre os fins para os quais a conduta da vida humana deve ser dirigida. A verdade, é que todos somos filósofos, pois temos todos, uma maneira de entender a realidade que nos cerca.
A diferença fundamental é que alguns são conscientes de que é impossível não ter uma visão de mundo, e estudam mais profundamente o assunto para melhor organizar os dados da realidade; outros, porém, formam uma visão da realidade não sistemática, inconscientes de seus próprios valores. Mas, todos são obrigados a desenvolver, ainda que intuitivamente, uma teoria interpretativa da realidade.

Foi por essa razão que o célebre filósofo e matemático francês Blaise Pascal disse: "Zombar da filosofia é, em verdade, filosofar".
É impossível fugir dessa realidade! É necessário um mínimo de reflexão filosófica para se pensar que a filosofia é inútil e ridicularizá-la!
a) De que, pois, você precisa para ser um bom filósofo?

De forma sucinta, no entanto, o ingrediente indispensável que o bom filósofo possui é uma mente inquiridora ou que faz perguntas. Você tem o equipamento necessário.

Para filosofar, segundo Aristóteles, é preciso estar admirado com algo. Basta isso, não há Filosofia sem curiosidade, sem admiração; do contrário, se estamos acostumados com algo e não pensamos sobre ele, não há Filosofia. Olhe para sua própria vida e perceba que quando você tinha menos idade, mas você se admirava com as coisas e mais queria saber porque eram daquela forma, como funcionavam. Porém, na medida que você cresceu e acostumou-se com as coisas, deixando de se admirar com elas, deixou também de lado a atitude filosófica.

Filósofos são aqueles que jamais perdem a admiração sobre os grandes ou pequenos segredos do mundo, que passam a vida toda sem deixar se acostumar com as coisas. E mais: quando procuramos uma explicação sobre algo encontramo-nos “ignorantes”, descobrimos que não sabemos e que sempre há algo a descobrir. A Filosofia é, sem dúvida nenhuma, uma aventura.
b) As perguntas básicas da filosofia.

O que é?
Como é?
Por que é?
1) O que?

O que a coisa ou a ideia, ou o valor é?
2) Como?
Como a coisa, ou o valor, ou a ideia é?
3) Por que?
Por que a coisa, a ideia, ou o valor existe?

Essas questões se referem à nossa capacidade de conhecer, a capacidade de pensar.  A filosofia torna-se o pensamento interrogando-se a si mesmo.

📚SUGESTÃO DE ARTIGOS PARA VOCÊ:

 PLATÃO, Um dos fundadores da filosofia ocidental

SÓCRATES, um pedreiro antes de se dedicar à filosofia

As origens da filosofia ocidental

A importância do Voto Consciente para as Convicções Cristãs

Ser político é algo inerente à condição do ser humano


🔍 Publicação: Uikisearch
Referências:Artigo – Jair Alves

🔍VEJA TAMBÉM🔍:
📚 Uikisearch - Este é o site ideal para quem deseja fazer pesquisas cristãs e Escolares.
Compartilhar:

VEJA PUBLICAÇÕES EM DESTAQUES ⤵️ :