Dificuldades no Estudo das Doutrinas Bíblicas

 

São três os principais tipos de dificuldade com que se pode defrontar o estudante da Bíblia no estudo, compreensão e aprofundamento crescente nos domínios da Teologia: subjetivas, temporais e textuais.


Ignorar essas dificuldades é falta de sabedoria, pois elas existem em todos nós, em maior ou menor grau.

1. Dificuldades subjetivas

São dificuldades do próprio estudante, de si para si mesmo. Ele é a sua própria dificuldade. A dificuldade está nele mesmo. Não deve culpar a ninguém mais.

Há vários exemplos desse tipo de dificuldade. Elas podem ser provenientes da imaturidade espiritual do crente e de sua vivência espiritual superficial, dele para com Deus; da falta de compreensão daquilo que lê sobre a Bíblia; de embasamento cultural secular; de deficiências fisio-psíquicas pessoais; de meios e recursos os mais diversos, como espaço físico, fontes de consulta. ambiente social, tempo disponível, saúde, equipamentos, cursos etc; e da falta de cultura bíblica em geral. As vezes o interessado é apenas um leitor da Bíblia, e não um estudante da Bíblia.

2. Dificuldades textuais e temporais

As dificuldades textuais são dificuldades oriundas (1) do próprio texto bíblico em vernáculo; (2) das línguas bíblicas originais - hebraico, grego e aramaico; (3) da língua materna cotidiana do próprio estudante da Bíblia.

As dificuldades temporais, por sua vez, estão relacionadas ao tempo, à cronologia. Elas dizem respeito à vida, costumes, práticas e hábitos dos tempos bíblicos, de crentes ou não.

3. Atitudes corretas

Existem duas atitudes que o estudante da Bíblia deve tomar para com o objeto de seu estudo, reconhecendo-o como a Palavra de Deus. Se ele as observar, diminuirá as chances de se ver diante de dificuldades bíblicas. São elas:

🎯 a) Devemos aceitar pela fé e também pela razão tudo o que entendemos corretamente na Bíblia;

🎯 b) Devemos aceitar pela fé somente tudo o que não entendemos na Bíblia, pois a fé genuinamente bíblica transcende a razão humana e as declarações da Bíblia são fidedignas e finais.

Neste particular devemos fazer a diferença entre declarações da própria Bíblia e declarações de outrem registradas na Bíblia.


CURSOS BÍBLICOS PARA VOCÊ:

1) CURSO BÁSICO EM TEOLOGIA Clique Aqui
2) CURSO MÉDIO EM TEOLOGIAClique Aqui
3) Formação de Professores da Escola Dominical Clique Aqui
5) CURSO OBREIRO APROVADO - Clique Aqui


Matricule-se já ! 


4. Principais doutrinas da Bíblia

O que apresentamos a seguir é uma simples listagem das principais doutrinas da Bíblia, sem qualquer desdobramento ou referenciação bíblica. Essa listagem é apenas para identificação das doutrinas, uma vez que muitos crentes (inclusive obreiros) confundem doutrina da Bíblia com práticas, tradições, usos e costumes humanos, mesmo os bons e santos.

📚 a) Doutrina bíblica: É um ensino da Bíblia normativo, terminante, final, derivado totalmente das Sagradas Escrituras, como regra de fé em Deus e de prática de vida cristã e de ministério para a Igreja de Deus.

📚 b) Costumes, usos, práticas, ritos, hábitos e tradições: Eles devem ser na igreja uma forma de expressão do testemunho cristão, do comportamento social e do porte e compostura do crente e da sua congregação, confirmando a doutrina bíblica, a ética cristã e a moral evangélica.

📚 c) As doutrinas da Bíblia são divinas, imutáveis, universais. Os costumes, em si mesmos, são sociais, humanos, regionais e temporais. A doutrina bíblica dá origem a bons e santos costumes, hábitos e práticas. Porém, eles também podem ser em grande parte gerados, influenciados e mantidos pelas etnias, etariedade do ser humano, tradições, cultura, crendice popular, individualismo excentricista, estrangeirismo, ignorância, obscurantismo, fanatismo e também carnalidade do crente (segundo este termo no Novo Testamento).

5. Classificação das doutrinas da Bíblia

Muitos crentes e igrejas não conseguem se aprofundar no estudo e compreensão das doutrinas do Santo Livro de Deus porque estudam-no sem organização, método, ordem, sequência, propósito, interesse ou muita atenção. A admoestação bíblica em 2 Timóteo 2.15 é “que maneja bem a palavra da verdade”.

📚 Para fins de estudo, todas as doutrinas da Bíblia podem situar-se em três grandes grupos ou classes de assuntos doutrinários, a saber:

a)     Doutrinas da Salvação;
b)     Doutrinas da Cristã;
c)     Doutrinas do Porvir (ou das coisas futuras).

O estudo doutrinário da Bíblia deve ser feito pelo crente, na sequência de assuntos acima indicada.

Em 1 Tessalonicenses 1.9-10, vemos essa sequência do estudo da doutrina bíblica. Escreve Paulo: “Porque eles mesmo anunciam de nós qual a entrada que tivemos para convosco, e como dos ídolos vos convertestes a Deus, para servir o Deus vivo e verdadeiro, e esperar dos céus a seu Filho, a quem ressuscitou dos mortos, a saber, Jesus, que nos livra da ira futura”.

A sequência paulina é:
(a) salvação (“vos convertestes a Deus”);
(b) fé cristã (“para servir o Deus vivo e verdadeiro”), pois somos salvos para servir e a fé cristã se manifesta numa vida de serviço ao Senhor;
(c) e o futuro dos salvos (“e esperar dos céus a seu Filho”). Eis aí, num único versículo, a referência às doutrinas da salvação, fé cristã e porvir.

Vejamos a seguir listagem das principais doutrinas da Bíblia
É importante frisar que, nas Sagradas Escrituras, cada doutrina dessas repousa sobre um determinado número de referências bíblicas reais, que permitem o necessário desdobramento de cada uma delas.

(1) Doutrinas da Salvação

Algumas dessas doutrinas são Doutrina do Pecado; Doutrina Geral da Salvação (alguns capítulos dessa grandiosa doutrina são a Graça de Deus, a Expiação pelo Sangue, a Propiciação pelo Sangue, a Justificação pela Fé e a Regeneração pelo Espírito Santo); Doutrina do Discipulado Cristão; Doutrina do Arrependimento e da Confissão de Pecados; Doutrina do Batismo em Água; Doutrina da Santificação; Doutrina da Eleição e Predestinação dos Salvos; e Doutrina da Evangelização e Missões.

(2) Doutrinas da Fé Cristã

São algumas delas a Doutrina das Sagradas Escrituras
👉Doutrina do Triuno Deus: o Pai, o Filho e o Espírito Santo; 
👉Doutrina da ;
👉Doutrina da Criação de Todas as Coisas;
👉Doutrina dos Anjos Bons e Maus;
👉Doutrina do Homem (isto é, acerca do homem);
👉Doutrina da Família;
👉Doutrina da Consciência como Faculdade Humana;
👉Doutrina da Lei e da Graça;
👉Doutrina da Igreja;
👉Doutrina da Oração e do Jejum;
👉Doutrina do Louvor e da Adoração;
👉Doutrina do Ministério Evangélico;
👉Doutrina do Batismo no Espírito Santo;
👉Doutrina dos Dons do Espírito Santo;
👉Doutrina do Fruto do Espírito Santo;
👉Doutrina do Perdão;
👉Doutrina da Ceia do Senhor;
👉Doutrina da Cura Divina;
👉Doutrina da Unção dos Enfermos com Óleo;
👉Doutrina da Imposição de Mãos;
👉Doutrina do Testemunho do Crente (o crente falando de Cristo com sua vida);
👉Doutrina da Contribuição Financeira;
👉Doutrina das Duas Naturezas do Crente;
👉Doutrina do Sofrimento do Cristão Nesta Vida;
👉Doutrina do Crente como Cidadão do Estado;
👉Doutrina da Ação Social da Igreja;
👉Doutrina da Disciplina Bíblica na igreja;
👉Doutrina Concernente ao Desviado;
👉Doutrina dos Tipos Bíblicos (tipologia Bíblica); e
👉Doutrina da Encarnação de Cristo e Sua Deidade.

(3) Doutrinas do Porvir ou das Coisas Futuras

Por fim, chegamos ao terceiro e último bloco de doutrinas, composto, entre outras, pela Doutrina da Morte e do Estado Intermediário dos Mortos;
Doutrina da Ressurreição dos Justos e dos Injustos;
Doutrina dos Juízos (ou Julgamento);
Doutrina da Grande Tribulação sobre Israel e os Gentios; 
Doutrina Concernente ao Anticristo;
Doutrina da Vinda de Jesus;
Doutrina do Milênio de Cristo sobre a Terra;
Doutrina do Céu para os Salvos e do Inferno para os Perdidos; Doutrina do Conhecimento dos Salvos na Outra Vida; 
Doutrina do Futuro de Israel e dos Gentios como Povos Naturais;
Doutrina do Perfeito Estado Eterno (ou da Eternidade); e 
Doutrina das Dispensações e Alianças da Bíblia.


Referências: GILBERTO, Antonio. Dificuldades e Doutrinas Bíblicas. Jornal Mensageiro da Paz, janeiro de 2004, p. 15


Compartilhar:

VEJA PUBLICAÇÕES EM DESTAQUES ⤵️ :