O louvor com excelência


Ao lermos o texto de l Samuel 16.17b, quando Saul pede aos seus servos que tragam até ele um homem que não simplesmente toque, mas que toque bem, o que podemos aprender?
Quando nos apresentamos a Deus como adorador, devemos estar preparados antes para prestarmos nossa adoração ao Senhor, ou seja, ensaiado, estudado a partitura e orado para que tudo saia bem e seja agradável ao Senhor.

O louvor com excelência deve ser sempre a nossa proposta quando somos chamados para liderar uma atividade musical na casa do Senhor, pois assim como Saul pediu aos seus servos que lhe trouxessem um homem que soubesse não só tocar, mas que "tocasse bem", assim deve ser o nosso louvor elevado a Deus através do som do nosso instrumento, do nosso grupo, coral, orquestra ou banda: com excelência.

O que é excelência?
É a qualidade de algo que se faz de maneira "muitíssimo bom, excepcional". Devemos nos dedicar aos estudos, aos exercícios para que possamos apresentar ao Senhor a nossa adoração com a melhor qualidade, pois Ele merece.

Tenhamos cuidado de não apresentarmos a Ele qualquer coisa parecida com louvor, mas quando estivermos adorando-O e louvando-O tenhamos a certeza de que nossa adoração chegue até Sua presença como cheiro suave em Suas narinas.

Façamos, pois um louvor com dedicação, com planejamento e acima de tudo sob a orientação do Senhor, dedicando-Lhe sempre o nosso melhor.


Referências: Jornal Mensageiro da Paz, número 1.546

Compartilhar:

VEJA PUBLICAÇÕES EM DESTAQUES ⤵️ :